Notícias

ago 13, 2021

Saiba mais sobre o Observatório da Indústria do SENAI-PE

Atento à necessidade da indústria de obter informações confiáveis que possam auxiliar no seu processo de tomada de decisão, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Pernambuco (SENAI-PE) apresenta o seu Observatório da Indústria. Um centro de inteligência que visa impulsionar o desenvolvimento regional, por meio da produção de informações estratégicas e pesquisas primárias e secundárias, com foco em soluções eficientes para o setor industrial.

Para isso, o Observatório da Indústria irá oferecer diferentes serviços ao setor produtivo, como a divulgação de um boletim mensal, contendo um panorama macroeconômico construído a partir de dados secundários disponibilizados por fontes oficiais; a elaboração de rotas tecnológicas, estudos prospectivos que oferecerão informações específicas para os variados setores da indústria; e a realização de pesquisas a partir de fontes primárias, além de análises e relatórios.

“A transformação dos dados em conhecimento é essencial para que o setor produtivo consiga desenvolver estratégias mais assertivas e apresentar produtos mais coerentes com as demandas apresentadas pelo mercado. O Observatório da Indústria estará à disposição dos empresários industriais, governos e demais instituições para colaborar com os estudos e debates sobre a indústria, principalmente a pernambucana”, detalha a diretora regional do SENAI-PE, Camila Barreto.

BOLETIM MENSAL

Elaborado com a perspectiva de consolidar em um único documento dados importantes para a visualização do panorama da indústria pernambucana, o Boletim do Observatório elenca indicadores monetários, fiscais e de inflação, além daqueles relacionados ao mercado de trabalho e o setor real. Em sua primeira edição, o Boletim traz dados e análises que indicam o avanço da retomada das atividades do setor industrial no Estado, mas que também apontam para a extensão do desafio a ser enfrentado. O documento completo pode ser encontrado neste link.

O aumento do uso de energia elétrica pelas indústrias do País é um dos dados apresentados no Boletim que sugere o crescimento das atividades industriais. Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo energético aumentou 13,3% entre os meses de janeiro e maio deste ano. No recorte estadual, o acréscimo foi de 16,2%, no mesmo período de comparação. Já o Índice de Atividade Econômica nacional, calculado pelo Banco Central e considerado como uma estimativa prévia do Produto Interno Bruto (PIB), apresentou crescimento de 6,9% entre os meses de janeiro e maio de 2021, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em Pernambuco, o aumento foi de 6,8%.

Outro dado que chama atenção é o aumento que vem sendo percebido na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) oriundo das empresas industriais do Estado. No acumulado de janeiro a junho deste ano, a arrecadação na indústria pernambucana apresentou aumento de 46%. O principal impulsionador desse crescimento foi a indústria de transformação, que percebeu um aumento de 63,3% no recolhimento do ICMS.

Por outro lado, apesar desses sinais de aquecimento, outros indicadores analisados pelo Boletim revelam que o caminho rumo à retomada ainda será longo, a exemplo da taxa de desemprego em patamares elevados; o saldo negativo de emprego na indústria de transformação no acumulado de 2021; e a subutilização da capacidade instalada no Estado, abaixo da média nacional em quase todo o período nos últimos 12 meses.

“Além destas informações, o Boletim do Observatório contempla aspectos sobre a curva futura de juros, com a apresentação do comportamento mais provável da taxa Selic até o fim do ano. Essa informação é importante para a tomada de decisão sobre a administração do fluxo de caixa das empresas. Esperamos que essa publicação mensal forneça subsídios que possam contribuir para o setor industrial pernambucano”, comenta a gestora do Observatório da Indústria do SENAI-PE, Ana Paula Vasconcelos.