Notícias

ago 13, 2021

ISI-TICs tem projetos aprovados no Desenvolve.ai

Parceiro da indústria no desenvolvimento de soluções inovadoras, o Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs) irá desenvolver projetos de PD&I para atender a demandas da Indorama Ventures Polímeros, multinacional petroquímica tailandesa e maior produtora de PET do mundo, que conta com uma unidade fabril no Complexo Industrial Suape, em Ipojuca (PE). Em parceria com as start-ups pernambucanas Brisa Robótica e Neuron Predict, o ISI-TICs foi um dos Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) vencedores dos desafios apresentados pela indústria na chamada realizada pelo programa Desenvolve.ai. A ideia, agora, é desenvolver as soluções, que unirão tecnologias como Inteligência Artificial e Internet das Coisas.

Iniciativa da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e do Porto Digital, o Desenvolve.ai foi criado para apoiar empresas industriais que possuem obrigação de investimento em inovação devido ao decreto 40.218/2013, incluindo as beneficiárias de programas de incentivo fiscal como o Prodepe, o Prodinpe e o Prodeauto.

Esta é a segunda indústria que será atendida pelo ISI-TICs no âmbito do Desenvolve.ai: em 2020, o Instituto venceu outros dois desafios propostos pela CristalPet. “Essa iniciativa permite que os recursos que as indústrias destinam à inovação sejam efetivamente aplicados em soluções escaláveis, que podem ser adotadas por toda a cadeia produtiva. O ISI-TICs tem se destacado como um parceiro importante, especialmente porque nosso trabalho é focado no setor industrial”, pontuou o diretor do ISI-TICs, Adriano Gomes.

Conheça, abaixo, os projetos aprovados no ciclo da Indorama Ventures Polímeros:

SMART-FORKLIFT IN

Imagine uma empilhadeira autônoma, que mapeia as rotas dentro do galpão logístico e realiza o transporte e empilhamento de bags na posição correta: essa é a ideia da Smart-forklift In, empilhadeira inteligente que será desenvolvida pelo ISI-TICs e pela start-up Brisa Robótica para a Indorama. Atualmente, esse processo é realizado de forma não automatizada, exigindo a intervenção humana em todas as suas fases. A Inteligência Artificial das empilhadeiras ficará a cargo da Brisa Robótica, que já atua com esse serviço desde 2015. O ISI-TICs, por sua vez, será responsável por desenvolver o algoritmo de Visão Computacional para a correta identificação dos pallets onde ficam os big bags de resinas PET que precisam ser transportados para seus locais de destino.

SMART MULTIVARIABLE SYSTEM

A parceria do ISI-TICs com a Neuron Predict irá aperfeiçoar o processo produtivo de PET da fábrica da Indorama em Pernambuco. Para isso, a solução desenvolvida pretende correlacionar os dados de sensoriamento IoT nas linhas de produção da empresa e, a partir de um banco de dados, avaliar microvariações, extrair insights de forma inteligente e identificar, de forma mais eficaz, possíveis não conformidades que ocorrerem ao longo do processo produtivo, possibilitando a correção rápida de distorções. Tudo isso a partir da combinação de tecnologias como Internet das Coisas, Inteligência Artificial e aprendizagem de máquina.

Os Institutos SENAI de Inovação

A Rede de Institutos SENAI de Inovação foi criada para atender as demandas da indústria nacional. Ela tem como foco de atuação a pesquisa aplicada, o emprego do conhecimento de forma prática, no desenvolvimento de novos produtos e soluções customizadas para as empresas ou de ideias que geram oportunidades de negócios. Os institutos trabalham em conjunto, formando uma rede multidisciplinar e complementar, entre si e em parceria com a academia, com atendimento em todo o território nacional.

A rede é composta por 26 Institutos SENAI de Inovação. Desde a criação, em 2013, mais de R$ 1,2 bilhão foram mobilizados em 1.332 projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). A estrutura conta com mais de 930 pesquisadores, sendo que cerca de 52% possuem mestrado ou doutorado. Por serem reconhecidos como Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT), os Institutos SENAI de Inovação possuem acesso a diversas fontes de financiamento não-reembolsáveis para projetos de PD&I. Atualmente, 15 institutos compõem unidades EMBRAPII e possuem acesso direto a recursos para financiamento de projetos estratégicos de pesquisa e inovação.